Izunas - livro I



LINK
Na aurora dos tempos, os espíritos da natureza, chamados Kami, cansados da arrogância humana, confundiram o mundo criando o Kamigakushi, um véu mágico que os escondeu dos olhos impuros dos homens. Desse momento em diante, espíritos e homens não puderam mais se contemplarem uns aos outros, e viveram como se fossem de mundos separados. Um dia, o Noggo surgiu inesperadamente. Ninguém sabe como ele surgiu, mas sua sombra perniciosa começou a contaminar o mundo dos Kami. Foi por isso que a árvore sagrada chamada Munemori criou os protetores brancos, os únicos capazes de enfrentarem a terrível ameaça de Noggo. 


Desde tempos imemoriais, esses protetores vivem nas florestas, em duas castas de convivência harmoniosa: os nobres cuidadores conhecidos como Onba, e os orgulhosos guerreiros conhecidos como Senshi. O nome dessa linhagem temida e respeitada por todos os Kami... ...é Izuna! Saverio Tenuta expande o universo que ele criou em "A Lenda das Lâminas Escarlates" trazendo a origens dos Izunas, que agora teve a ajuda de Bruno Letizia no roteiro e a bela arte de Carita Lupattelli.

Tradução e Letras: Reverendo
Finalização: £L!¢aRpO
Agradecimentos: NDrangueta

Quadrinhos Raros: Demolidor nº 1 (1967)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"Electro, E Os Emissários do Mal" (1967)
"Por Dentro do Demolidor"
"Uma Explicação"
"Projeto do Bastão de Múltiplas Utilidades"
"No Golpe da Meia-Noite" (1967)

Scan: Baú da Marvel, Marvete Sempre e Blog do Grego
Tradução: Stevenson
Diagramação: Raniery Silva
Finalização: Aquiles Grego
Projeto: Dubinho

Quadrinhos Raros: Guardiões da Galáxia nº 11 (1976)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"O Homem Topográfico" (1976)

Scan: Divisão Cósmica da Equipe Era Marvel
Tradução: Avenger
Diagramação: Sith
Finalização: Aquiles Grego

Quadrinhos Raros: Guardiões da Galáxia nº 10 (1977)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"Ascensão do Pássaro-da-Morte" (1977)

Scan: Baú da Marvel e Blog do Grego
Produção: Divisão Cósmica
Tradução: Sor Avenger
Diagramação: Sor Leonam Neto
Revisão: Sor Paulodoxa
Finalização: Sor Aquiles Grego

Quadrinhos Raros: Tales of Astonish 93 - Principe Submarino e Hulk (1967)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"Ele Que Ataca O Surfista Prateado" (1967)
"O Monarca e O Monstro" (1967)

Scan: Trad-Mania, Arte HQS e Blog do Grego 
Produção: Divisão Gama da Equipe Era Marvel
Tradução: Ronaldorrb e Aquiles Grego
Diagramação: Ronaldorrb
Revisão: Aldebaram50
Capa: Aquiles Grego

Quadrinhos Raros: Tales of Astonish 81 - Principe Submarino e Hulk (1966)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"Quando Um Monarca Enlouquece" (1966)
"O Palco Está Montado... Introduzindo O Homem Chamado: Bumerangue!" (1966)

Scan: Radiação Gama, Trad-Mania, Arte HQS e Blog do Grego
Tradução: João Roberto
Diagramação: Ronaldorrb
Revisão: Aldebaram50
Capa: Aquiles Grego

Quadrinhos Raros: Os Invasores nº 1 Giant Size - A Origem dos Invasores (1975)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"O Surgimento dos Invasores" (1975)
Scan: Arte HQS
Tradução e Diagramação: Digaun
Logo "Invasores": Lanterna Amarelo
Finalização: Aquiles Grego

Quadrinhos Raros: Os Invasores 16 (1977)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"A Curta e Feliz Vida do Major Vitória" (1977)
Scan: Arte HQS
Tradução e Diagramação: Digaun

Quadrinhos Raros: X-Men nº 9 (1965)


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"A Origem do Professor X" (1965)
Scan: Filhos do Átomo SQ
Produção: Ton e Alê

Imperativa Thanos - Completo



Albion - Alan Moore - 6 edições (completa)



Albion é uma série limitada de histórias em quadrinhos, roteirizada por Alan Moore, escrita pela filha, Leah Moore, e o marido dela, John Reppion, com capas de Dave Gibbons e arte de Shane Oakley a George Freeman. Como resultado de um acordo entre o vice-presidente Bob Wayne da DC Comics e o Diretor de Edição Andrew Sumner da IPC Media, a publicação foi com o selo WildStorm da DC Comics.
O objetivo da série é reviver personagens antigos dos quadrinhos britânicos, de propriedade da IPC tais como Capitão Furacão (Captain Hurricane), Robô Archie, Garra de Aço (Steel Claw) e O Aranha (The Spider) e outros menos conhecidos como o Menino-Peixe (Fishboy) e Faceache, todos com publicações pela Odhams Press e depois IPC Media durante as décadas de 1960 e início de 1970, em revistas como Valiant e Lion. Álbion era um antigo nome para Inglaterra e significa "Terra Branca".

Watchmen -12 edições



Watchmen, o tão falado, aclamado e muitas vezes odiado quadrinho, de uma singularidade e genialidade sem iguais, fruto da mente brilhante de Alan Moore o roteirista que mudou as histórias em quadrinhos.

Tex Especial Gigante - Edição 50 anos!


LINK
Uma patrulha de soldados é dizimada por cobras na entrada de um vale na serra Bavispe onde estavam investigando misteriosos roubos de minas, Tex e Carson são chamados a investigar e El Morisco os põe na pista de Sebastian um velho que havia sido bibliotecário numa missão, na qual armou um assalto para poder se apossar de um livro que continha o segredo da pedra filosofal, a qual tem o poder de transformar qualquer metal em ouro. Sebastian se uniu a Lutero, que financiava suas pesquisas através dos roubos das minas.
Essa é sem duvida uma história com muita aventura e que merece ser lida. Edição especial e comemorativa de 50 anos de criação do Ranger mais amado do mundo!

Quadrinhos Raros: Amazing Fantasy nº 15 (1962)


LINK
Histórias presentes nesta revista: 
"Homem-Aranha" (1962) 
A primeira aparição do amigo da vizinhança!!! 

 Scan: HQ Vintage 
Produção: Nano Falcão

Quadrinhos Raros: New Fun - A primeira revista da DC Comics - 1935


LINK
                                                      Histórias presentes nesta revista:
"O Cristal Mágico da História" (1935)
"Wing Brady, Soldado da Fortuna" (1935)
"Ivanhoé" (1935)
"Buckskin Jim" (1935)
"Bubby e Beevil" (1935)
"Super-Polícia" (1935)
"Tom Mix e Os Pistoleiros de Ralston" (1935)
*Obs: O Scan traz somentes as páginas contendo quadrinhos que faziam parte da revista.

Scan: Projeto Era de Ouro do Baú da DC
Tradução e Diagramação: Victor Damião

Quadrinhos Raros: Marvel Tales 03 (Volume 2) 1966


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"O Aranha em sua primeira luta com o LAGARTO" (1966)
"O Loirinho fazer picadinho do EXECUTOR" (1966)
"O Tocha Humana escapar da armadilha do DESTRUIDOR" (1966)
"O Homem-Formiga enfrentar o brilhante CABEÇA-DE-OVO quando suas formigas o traíram" (1966)

Scan: HQ Vintage 
Produção: Nano Falcão

Quadrinhos Raros: O Surfista Prateado 1 - 1968


LINK
Histórias presentes nesta revista:
"A Origem do Surfista Prateado" (1968) 
"O Mistério dos Vigias" (1968) 

 Scan: HQ Vintage Produção: Nano Falcão

Quadrinhos Raros: Quarteto Fantástico 03 (Volume 1) 1965


LINK
Histórias presentes na revista:
"Confusão No Edifício Baxter" (1965)
"Prisioneiros da Dupla Diabólica"
"Um Bate-papo Com O Quarteto Fantástico" (1965)
"O Homem-Impossível"


Scan: HQ Vintage e Fantastic Four BR
Produção: Nano Falcão, Raito Yagami e Nilson

Estes Artistas Maravilhosos: Brian Bolland



Mulher Maravilha - O Espírito da Verdade


DOWNLOAD
Mulher Maravilha: O espírito da verdade, a quarta e última graphic novel gigante da dupla Paul Dini e Alex Ross. O espírito da verdade fecha a série iniciada por Super-Homem: Paz na Terra, Batman: Guerra ao crime e Shazam: O poder da Esperança. 
O álbum apresenta a princesa amazona no início de sua carreira como embaixadora da Ilha Paraíso. Disposta a levar ao mundo uma mensagem de paz, compreensão e harmonia, Diana é, muitas vezes rejeitada, pelo modo como suas palavras são entendidas.
Para mudar essa situação, ela precisará dos conselhos da única pessoa em quem confia, além de também descobrir a verdade sobre quem realmente é, o que representa e, assim, ter pleno conhecimento da missão que a aguarda.

Absolution 1 a 6 Completa - Quando os Heróis dizem "Basta"!!!



"Quando eu digo do justo que certamente viverá, e ele confiou em sua justiça e injustiça cometida, nenhuma das suas obras de justiça será lembrada, e para as injustiças que cometeu ele morrerá." - Ezequiel 33:13

Certo, Alan Moore fez você pensar em como seria quando Super Heróis encaram atos tão brutais que poderiam superar seu bom mocismo e crenças, mas com certeza em Absolution essa realidade é mostrada em primeiro plano, um quadrinho que poderia ser publicado no Brasil e com certeza merecia mais luzes dos holofotes! O S.C.A.N.S com exclusividade, traz a você essa série completa em 6 números!

Mass Effect - Homeworlds



             

Mass Effect é um série de quadrinhos lançada pela Dark Horse Comics , com base na série de jogos de vídeo game Mass Effect.
A série é comercializado como várias séries limitadas de quadrinhos para cada saga. Homeworlds foi escrita pelo roteirista Mac Walters lançado 25 de abril de 2012. Cada edição concentra-se em um dos personages principais de Mass Effect  volume 3.


Flash Renascido - 1 a 6 Completo! ( The Flash - Rebirth)


DOWNLOAD 1 A 6
Flash Renascido (The Flash: Rebirth no original em inglês) é uma série limitada de seis edições no formato quadrinhos americanos escrita por Geoff Johns e ilustrada por Ethan Van Sciver. A série foi publicada pela DC Comics, e apresenta personagens de toda a história de quase 70 anos do personagem! 
Esta é a segunda série limitada de "Rebirth" lançada pela DC Comics, foi precedida por Lanterna Verde Renascimento (2005). A primeira edição foi publicada em 1 de Abril de 2009. A série foi planejada primeiro a duração de cinco questões, mas foi alargado para seis questões em maio de 2009. O enredo segue o "renascimento" do personagem da Era de Prata, caso contrário, o chamado Bartholomew Henry "Barry" Allen, após o retorno inicial do personagem em 2008 no crossover "Crise Final".
Usando inteligente mente o recurso de alguns aspectos clássicos do personagem com uma narrativa moderna a série caiu no gosto do público como uma das mais apreciadas.



Bob & Harv - Harvey Pekar e Robert Crumb.



DOWNLOAD
Harvey Pekar nunca teve outra ambição além de contar fatos rotineiros da sua vida. Algo pouco interessante à primeira vista, já que ele era um simples arquivista de hospital em Cleveland.
Mesmo assim, ele colocou no papel coisas como sua paixão por discos raros de jazz, técnicas para enfrentar velhinhas em filas de supermercados e outras histórias. Tudo com um humor ranzinza, de um personagem cheio de manias.

Suas histórias chamaram a atenção de Robert Crumb em 1976. Crumb descobriu que, além da paixão por discos de jazz, ambos tinham talento para transformar o cotidiano banal em boas histórias.
"Bob & Harv - Dois Anti-Heróis Americanos" apresenta as histórias de Crumb e Pekar, uma das mais célebres parcerias dos quadrinhos e uma das raras vezes em que Crumb criou com outro autor.
Gênio dos quadrinhos, Crumb dá vida e expressão a Pekar, gênio da vida miúda. Pekar revolucionou os quadrinhos da mesma maneira que transforma a ida à farmácia um grande acontecimento.

História em Quadrinhos com HQ maíusculo, de quem entende do riscado!

Bone de Jeff Smith, a melhor das aventuras dos quadrinhos atuais!



"Bone", uma das mais premiadas séries em quadrinhos de todos os tempos, com dez prêmios Eisner no currículo, merece ser conhecida pelos leitores por sua carga sem precedentes de comédia, drama e aventura sem iguais! Diversão pura!!!

Elric : Navegante dos Mares do Destino - A obra de Moorcock nos quadrinhos!




A exemplo da magnífica saga "Passageiros dos Ventos" que resgatamos para vocês AQUI! no S.C.A.N.S, trazemos desta vez outra "Tour de Force" como dizem os franceses, a saga de Elric de Melniboné, "Navegante dos Mares do Destino".

Uma obra seminal, trazendo referências inteligentes e uma construção com elementos que anos mais tarde seriam usados como temáticas polêmicas nas hq´s, sendo assim um trabalho pioneiro. Apesar de passar quase despercebido no Brasil é essencial citar Elric de Moorcock como obra de genialidade inconteste e influenciadora de uma vasta gama de obras nos quadrinhos, literatura e afins. Aqui, em mais um trabalho de pesquisa buscamos trazer a você as facetas deste rico universo, buscando mostrar e resgatar a importância e  riqueza da obra do herói Albino.

Sendo uma adaptação do romance "Sailor on the Seas of Fate", de Michael Moorcock, a mini-série Navegante nos Mares do Destino, magistralmente adaptada aos quadrinhos pelo mestre Roy Thomas, espelha uma busca desesperada de conhecimento, com o qual Elric de Menilboné pretende restaurar a glória de Imrrir e encontrar seu caminho mais íntimo.
Para tal feito Elric se juntará a outros valorosos guerreiros, juntos eles são os Quatro que são Um. E sua missão é impedir que dois irmãos feiticeiros roubem a energia primordial de nosso mundo!
Aqui vale citar além do trabalho irrepreencível de Thomas as contribuições fenomenais dos mestres Michael T. Gilbert cujo traço imprimiu identidade ao trabalho sem anaboliza-lo ao estilo Marvel e as cores maravilhosas de George Freeman cuja palheta fugindo ao tradicional trabalho dos comics à época mostrava detalhes lindos em aquarela o que enriqueceu o trabalho de forma marcante e definitiva!

Clique nas capas para fazer o download:


         

          

   

Uma análise sobre a obra original:
Elric é o último imperador da estagnada civilização da ilha de Melniboné . Fisicamente fraco e frágil, o albino Elric deve tomar drogas (ervas especiais) para manter sua saúde. Diferentemente da maioria dos outros de sua raça, Elric tem uma consciência; ele vê a decadência de sua cultura, que já dominou o mundo conhecido, e se preocupa com o aumento dos Reinos Jovens, povoada por seres humanos (os Melnibonéanos não se consideram como tais) e a ameaça que representam para o seu império.
Por causa de sua introspectiva auto-aversão de tradições Melnibonéanas, seus súditos o vêem como alguém estranho e incompreensível, e seu primo Yyrkoon (o próximo na linha de sucessão, como Elric não tem herdeiros) interpreta o seu comportamento como fraqueza e traça a morte de Elric.

Além de sua habilidade com ervas, Elric é um consumado feiticeiro e Summoner* . Como imperador de Melniboné, Elric é capaz de pedir ajuda sobre o patrono tradicional dos imperadores Melnibone, Arioch , um Senhor do Caos e Duque do Inferno. A partir da primeira história, Elric usa pactos antigos e acordos com não só Arioch mas vários outros seres de alguns deuses, alguns demônios para ajudá-lo a realizar suas tarefas.


A espada de Elric,  "Stormbringer" serve como seu maior patrimônio e maior desvantagem. A espada confere a Elric, força, saúde e aptidão de combate, permitindo-lhe acabar com sua dependência de drogas, mas ele deve ser alimentado pelas almas dos seres inteligentes. No final, a lâmina afasta todos de perto de Elric e eventualmente própria alma também é dominada. A maioria das histórias de Moorcock sobre Elric apresentam essa relação com Stormbringer, e como ela, apesar das melhores intenções de Elric, traz desgraça a tudo o que ele tem de mais caro.

Moorcock reconhece o trabalho de Bertolt Brecht , em particular dos Três Vinténs Novel e A Ópera dos Três Vinténs , como "uma de suas principais influências" sobre a sequência inicial Elric; ele faz menção a "Elric" de 1972 do dramaturgo Brecht. Na mesma dedicação, ele citou de Poul Anderson "Três Corações e Três leões" e de Fletcher Pratt, a obra "The Well of the Unicorn" como textos semelhantemente influentes. Moorcock se referiu a Elric como um tipo de "herói condenado", um dos mais antigos estereótipos da literatura, semelhante a esses heróis-vilões como de Mervyn Peake Steerpike na Titus Groan trilogia, Scafloc de Poul Anderson em The Broken Sword, TH Branca Lancelot no The Once and Future Rei, e Zerd de Jane Gaskell em "The Serpent".

A história de Kullervo da mitologia finlandesa contém elementos semelhantes a história de Elric, com uma espada mágica falando e a alienação fatal do herói de sua família.  Além destes Moorcock cita que "A partir de uma idade muito precoce, eu estava lendo lendas nórdicas e todos os livros que pude encontrar sobre histórias nórdicas ".  Moorcock ainda afirma que " uma coisa eu tenho certeza, eu não estava de forma alguma diretamente influenciado pelo Prof. Tolkien.

O Albinismo de Elric aparece influenciado por Monsieur Zenith , um vilão albino do qual Moorcock apreciou o suficiente para influenciá-lo em histórias de multiversos posteriores. Moorcock disse mais tarde, que " Monsieur Zenith: o Albino , o personagem de Anthony Skenes era um enorme influência. Para o resto do personagem, suas ambigüidades em particular, eu me baseei em mim mesmo com a idade que eu tinha quando eu criei Elric, (por volta de 20 anos).


Sobre os Quadrinhos

Elric apareceu pela primeira vez nos quadrinhos em 1972, em Conan, o Bárbaro (14/15), uma aventura em duas partes intitulada "A espada chamada Stormbringer!" e "A Imperatriz verde de Melniboné". A história em quadrinhos foi escrita por Roy Thomas e ilustrado por Barry Windsor-Smith , baseado em uma história traçada por Michael Moorcock e James Cawthorn.

A editora Star Reach  publicou as histórias de Elric no final de 1970. A First comics publicou vários Elric mini-série na década de 1980 também.

Elric também apareceu em uma série de histórias originais publicados pela DC Comics . Helix , uma curta ficção científica e fantasia impressa pela DC, publicou alguns livretos de Michael Moorcock´s Multiverse a partir de 1997. Em 2004, a DC Comics publicou as quatro edições de Elric: Making of a Sorcerer, com arte de Walt Simonson , uma história sobre o treinamento mágico de Elric antes dos acontecimentos do romance Elric.



P. Craig Russell ilustrou para os quadrinhos, adaptações de três novelas de Moorcock: Elric (com Roy Thomas e Michael T. Gilbert ; (Pacific Comics), The City Dreaming e While the Gods Laughling (que representa os primeiros dois terços de Weird of the White Wolf  da Marvel / Epic Comics), e Stormbringer (Dark Horse). O personagem também foi adaptado por Walter Simonson e Frank Brunner , e por George Freeman e outros para a série de longa duração Elric in the Pacífic, que Russel tinha co-criado. (Supostamente tensões entre ele e Thomas foram a razão para a sua partida.)

Adam Warlock , criado pelo artista Jim Starlin , foi influenciado por Elric e transformado em uma versão Marvel comics do herói, com conceitos como os da "Gema que rouba Almas", a menção de Mestre Ordem e Senhor do Caos.
Tom Strong nos nºs 31 e  32, com certeza fazem menção à "The Black Blade of the Barbary Coast partes 1 e 2" , escritos por Moorcock, onde apresentam um pirata albino chamado Captain Zodiac buscando o "Black Blade", um cutelo preto marcado com runas vermelhas. Este apresenta uma recorrência de Elric e Stormbringer, com uma pitada generosa de Monsieur Zenith.

2011 marcou o lançamento de outro quadrinhoo baseado em Elric, "Elric: The Balance Lost" pela BOOM! Studios . A série, escrita por Chris Roberson e desenhada por Francesco Biagini , foi disponibilizada em cópia impressa tradicional e para download digital.


Em 2014, The Ruby Throne , o primeiro volume de uma nova adaptação de quatro volumes de Elric escrito por Julien Blondel e ilustrado por Didier Poli, Jean Bastide, e Robin Recht, foi publicado pela Titan Comics. "Stormbringer", o segundo volume foi publicado em março de 2015, pela mesma equipe e editor. Moorcock afirma que esta é a sua adaptação em quadrinhos favorita de suas histórias com Elric até hoje e elogia as mudanças sutis à história original.

por: Ed Oliver

*Um invocador de espíritos e magias.


Olá!!! Um grande trabalho de pesquisa concorda? Gosta de nosso Blog e nosso trabalho? Contribua com qualquer quantia para nos ajudar a mante-lo e ganhe um brinde especial:


Caso prefira dar sua doação por depósito ou conta corrente, pode faze-lo na conta:
Caixa Econômica Federal - Agência:  4115 - Operação 013 - Conta Poupança: 00020228-0

Passageiros do Vento de Bourgeon - Completo


O lendário quadrinista francês François Bourgeon, enfim finaliza sua obra prima “Passageiros do Vento” (Les Passagers du Vent, no original) que acabou sendo concluída em seu 7º volume.
Para os seguidores e simpatizantes das HQs é sem dúvida uma obra imperdível, de primeira grandeza, digna se estar nas melhroes coleções, é considerada uma das melhores series de HQs desde sempre. Uma conceituada obra-prima.
DOWNLOAD
O que importa é que uma certa veracidade contribui para a criação do clima pretendido pelo autor". A afirmação é de François Bourgeon, argumentista e desenhador da série Os Passageiros do Vento, e pode ajudar a compreender a obsessão dos detalhes que ressalta das aventuras deste fresco setecentista. E bastaria a leitura do primeiro episódio, “A Rapariga no Tombadilho”, para o confirmar.
A acção de Os passageiros do Vento decorre no século XVIII, através das aventuras trágico cómicas de Isa, una nobre a quem foi roubada identidade, Hoel, um marinheiro francês preso em Inglaterra e libertado por Isa com ajuda da sua amiga e companheira de viagem Mary.
Num ambiente onde o mar e os navios da época são parte integrante da história, de uma forma muito documentada, os três vão percorrer a rota dos navios negreiros. Como parte de retrato fiel da vida a bordo, há momentos de grande intensidade sexual, tensão e conflitos, retratados de forma bastante gráfica.


Bourgeon não se limita a tirar partido, com maior ou menor detalhe, dos mapas encontrados ou dos estudos daquele autor para alguns dos espaços interiores. De facto, há uma mais-valia evidente no labor criativo do autor.
Na galeria de personagens da série, Isa é a verdadeira heroína. Na melhor tradição dos quadrinhos de aventuras, consegue sempre sair airosamente das situações mais difíceis. Tão hábil a manusear a pistola como o fuzil ou a faca, revela-se, no contexto histórico do final do século XVIII, uma mulher livre, para quem a condição feminina não é uma limitação.
A liberdade de acção e de ideias, que exibe com orgulho num mundo de homens, fazem dela uma criatura que seria mais provável nos primórdios dos movimentos de emancipação feminista do século XX. François Bourgeon defende a sua personagem com convicção: "Não me parece de todo impossível que se pudesse é encontrar a mesma sensibilidade [das feministas] em certas mulheres do século XVIII". Nisso a obra coloca-se atualíssima o que a reforça como trabalho de excelência a ser conhecido.

"Não me parece de todo impossível que se pudesse é encontrar a mesma sensibilidade [das feministas] em certas mulheres do século XVIII".

Antes de ser heróica, a história de Isa é trágica: ao trocar a roupa com a sua amiga de infância, Isa torna-se Agnes e esta usurpa-lhe o estatuto e a condição de fidalguia. Ao perder o seu lugar natural no mundo, a heroína é encerrada num convento e será, anos mais tarde, violada pelo seu próprio irmão. Começa então um percurso, quase sempre tenaz e por vezes brutal, para recuperar a identidade perdida.



O resultado final é assim sintetizado por Michel Thiebaut numa obra consagrada à construção da série (Les Chantiers d'une Aventure): "O trabalho do autor começa frequentemente onde acaba a documentação, cuja qualidade é uma condição necessária.

O seu olhar desloca-se no espaço para melhor nos levar a descobri-lo sob diferentes ângulos. Será necessário sublinhar que um tal modo de ver exige infinitamente mais trabalho do que uma simples sucessão de planos, mais ou menos relacionados, sob um mesmo ângulo.

Passageiros do Vento é um resgate e uma mostra da força que os quadrinhos têm como veículos de força histórica, de entretenimento inteligente e conteúdo, numa época onde a urgência das mídias superficializa a 7ª arte, Bourgeon é o comandante no corajoso da Nau dos quadrinhos de qualidade!




Pele de Cobra Eugenio Colonnese GEP

Em 1967, a GEP (Gráfica Editora Penteado) resolveu investir num super-herói diferente: desta vez, ao invés de heróis mascarados e superpoderosos, a editora veio com um motoqueiro “sem destino” chamado Pele de Cobra. O protagonista era um andarilho acostumado a acampar nas terras inabitadas que circundavam as rodovias, “astuto como uma serpente”, mas em seu coração ele trazia a bravura de um leão. Por que o Pele de Cobra fugiu da civilização ninguém sabe, mas o fato é que a vida no mato o tornou quase um selvagem.

►►►DOWNLOAD◄◄◄
Os roteiros eram do Rivaldo Amorim, que transformou a série em histórias policiais, e a arte (excelente) de Eugenio Colonnese e Rubens Cordeiro. Infelizmente, com o fim da GEP, nosso herói foi cancelado, permanecendo no limbo por mais de 30 anos.

Em julho de 2000 uma revista paulista anunciou a existência de um projeto para trazer vários super-heróis brasucas dos anos 60 de volta. No início, nada aconteceu, mas um ano depois, a editora Ópera Graphica trouxe de volta o Pele de Cobra e diversos heróis de Colonesse num álbum chamado "A última missão".

Desenhado por Watson Portela e escrito por Franco de Rosa, a trama girava em torno do Cobra e de vários heróis dos anos 60, muito deles à beira da aposentadoria e decadentes. Nosso herói era exceção: embora um pouco envelhecido, continuava na estrada com sua moto e sua excelente forma física, enfrentando desta vez policiais rodoviários corruptos. Então, diante do eminente fim do mundo, ele e outros heróis são convocados para evitar a tragédia. Para isso, eles são remoçados por meio da magia.

O final é um pouco deprimente: após obterem sucesso, eles abdicam de sua juventude, decidindo retornar à velhice e ao anonimato. Outro fato chato é o traço de Portela: desleixado e apresentando os heróis exageradamente musculosos, pouco lembrando aquele deslumbrante artista de dos anos 80.

Texto de Antônio Luiz Ribeiro (Guia dos Quadrinhos)

Raridades: Tip Top nº 3 - Edrel Editora

►►►DOWNLOAD◄◄◄
Mais uma desta raridades publicadas pela corajosa Editora Edrel, Tip-Top trouxe em seu número 3 uma aventura produzida pelo quadrinista Paulo Frank, dono de um traço misturando a arte em pincel e arte Pop! Uma raridade da hq brasileira!

Transubstanciação Lourenço Mutarelli

Pois é, há quem desconheça a riquíssima e maravilhosa biografia quadrinística do agora escritor Lourenço Mutarelli, Transubstanciação (Dealer Editora) é seu primeiro trabalho autoral e profissional em quadrinhos, antes disso havia lançado alguns fanzines lançados por Marcatti e sua lendária PRÓ-C editora!
Fugindo dos modismos que imperavam na época nas hqs, Mutarelli deu o primeiro passo com estes trabalho para lançar uma série de verdadeiras pérolas das hqs!

►►►DOWNLOAD◄◄◄
O universo de Lourenço Mutarelli é povoado por um incontável número de personagens que transitam por uma realidade paralela. Quando uma dessas figuras se distrai, é capturada pelas mãos do autor e aprisionadas no seu mundo de papel. Mutarelli escolhe, então, um momento crucial na vida desse "figurante" do ambiente ficcional e o carrega para uma transformação. Thiago, o protagonista de Transubstanciação, é o primeiro desses "infelizes" que foi parar nas mãos do desenhista para resolver um dilema da sua vida. Após passar 8 anos na cadeia, cumprindo pena por ter assassinado o próprio pai, Thiago volta à sociedade para encontrar alguém que lhe traga alívio da dor de existir.

Demolidor, A Queda de Murdock

►►►DOWNLOAD◄◄◄
Wilson Fisk, o Rei do Crime. Um homem diabólico, cujo império criminoso se tornaria impossível de ser contido não fosse a interferência contínua do advogado Matt Murdock, mais conhecido como Demolidor. Certo dia, Fisk recebe uma informação revelando a identidade secreta do herói... e dá início a uma devastadora campanha de vingança, cujo objetivo é não apenas destruir o Homem sem Medo, mas todo o mundo ao seu redor. Este volume reúne as edições 227-233 de Daredevil.