Barracuda - Jean Dufaux Jérémy 1 a 3



O navio pirata Barracuda aborda um navio levando uma família nobre e aí começa uma grande aventura das mais interessantes.
As mulheres, mãe, filha e "Emília", são vendidos no mercado de escravos de Puerto Blanco. O comerciante de escrevos Farrango fica com a menina Maria, monges que tentam salvar essas mulheres da escravidão conseguem comprar apenas a mãe e "Emília" é comprada por um alto preço pelo pirata Flynn.

                                                   
Além de tudo o Capitão Pirata deixa seu filho ferido na ilha e vai atrás do diamante amaldiçoado Kashar, com o mapa que roubou da família nobre. E assim, uma saga de anos e anos vai se desenrolando.
A bela Maria, agora adulta, faz seu comprador, com sem se casou, de gato e sapato. Se torna uma esposa rica, mas ainda quer muito mais. Ela quer vingança pela morte de sua mãe.
"Emília" se torna aluna de Flynn e passa a manejar a espada e a ser mais do que apenas uma escrava. O filho do capitão do Barracuda espera na ilha o retorno de seu pai com o diamante, mas este passa sérias dificuldades no mar.

Com aventura, romance e algo mais que pode desagradar aos fãs de Bolsonaro, Barracuda é mais uma das belas HQs européias com que somos brindados pelo Ndrangheta.